sexta-feira, 1 de julho de 2011

A conspiração por trás das tomadas e dos plugs: o fim do mundo tal como o conhecemos!

Consequência da implementação de padrão
novo de tomadas e plugs
Caros leitores, o que tenho a vos dizer aqui é de importância fundamental. Talvez seja a mais bombástica notícia da década. E quem a deu foi o filhote de urubu, codinome C.A. Sardenberg, notório jornalista de economia que, tal como sempre nos lembra PHA, não é nem uma coisa nem outra.

Passemos ao fato:

Depois de paulatinamente implantada por cerca de 10 anos - DEZ ANOS!!!! -, desde que foi planejada, a padronização de tomadas entra em vigor definitivamente.

Percebem, leitores???? É o prenúncio do fim dos tempos!!! 2012 está logo aí. 


Dizia o grande arauto da defesa dos interesses públicos do Brasil, com sua habitual e inconfundível sabedoria, que deixa a todos estupefatos, que a troca de tomadas será o estopim do transbordamento do nefasto "Custo Brasil", este mal comunista que é, sozinho, responsável por toda a perversão da lógica do sistema liberal e, destarte, pelo subdesenvolvimento que ora vivemos em terras tupiniquins, de modo a causar um verdadeiro efeito dominó que solapará e varrerá da terra toda a civilização ocidental para todo o sempre.

E a astúcia ímpar da lógica sardenberguiana professa: por conta única e exclusivamente da padronização das tomadas, os brasileiros deixarão de viajar ao exterior, já que os plugs não foram feitos - pasmem!!! - de acordo com o "de lá de fora" (Engraçado é que não há algo como um padrão internacional para isso. . . ). não viajarão porque não poderão recarregar seus celulares e notebooks nas tomadas estrangeiras, civilizadas. Ah! aquilo sim, são tomadas. 

E por conta da brusca interrupção das viagens dos brasileiros aos exterior, toda a economia entrará em colapso. Ainda mais se considerarmos que, no nosso mercado interno, a urgente e inadiável troca de tomadas será a gota d'água para a quebra da economia, que ocorrerá de uma tal forma que superará em profundidade e efeitos as crises de 1929 e 2008 juntas. 

Aqui, a imagem do quinto cavaleiro do Apocalipse.

Toda a nossa economia naufragará. Teremos mares de desempregados; a violência sairá definitivamente do controle; as indústrias falirão; as lavouras serão queimadas e os rios secarão. 

A utilização de adaptadores seria a causa de curtos-circuitos que fariam Itaipu romper. Nada poderá nos salvar.

Para todos aqueles que quiserem ouvir os prenúncios do Apocalipse, cliquem aqui.




________________________________________________

Ok, ok. . . vamos agora falar sério.

Depois da leitura da comentarista que o ajuda (conforme link acima), leitura esta que aponta todas as informações técnicas concernentes, mesmo que algumas delas enviesadas, o brilhante C. A. Sardenberg pergunta, resoluto: o padrão é o mesmo que o "lá de fora". 

"Lá de fora".

"Lá de fora", cara pálida!

Vejam como o pensamento provinciano está no DNA desse sujeito. Vejam como na notícia mais corriqueira, ele é capaz de manifestar todo o ranço que traz dentro de si, e que se efetiva na torcida do quanto-pior-melhor.

Até nisso ele força a barra para enxergar um índice da incompetência flagrante do governo petista. 

"Custo Brasil." É mole??? 

Não é à toa que aqueles que utilizam esses noticiosos como fonte de informação acabam piores na saída do que como estavam na entrada. . .

Lamentável. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário